Técnica para recuperação e conservação de nascentes

Técnica para recuperação e conservação de nascentes

Nascente Meia Ponte
Nascente rio Meia Ponte

O tempo passa e com a escassez de água cada vez mais evidente fica claro que é necessário cuidar de nossas fontes de água. Um rio não nasce grande, ele começa pequeno, minúsculo, brota da terra através de uma ou mais nascentes e vai ganhando corpo ao longo do percurso, quando recebe água de seus afluentes que também tem suas nascentes. Rios como Amazonas, Araguaia, Almas, Tietê entre tantos outros só se tornam grandes por conta dessa equação que a natureza levou milhões de anos para conceber.

O homem com sua inteligência e racionalidade parece não ter entendido o equilíbrio frágil que existe em nosso planeta e, em nome de um progresso irracional que visa apenas o lucro a qualquer custo, tem provocado estragos que já podem se enquadrar na categoria de irreversíveis, irreparáveis. Em muitas regiões o índice pluviométrico não se alterou ao longo dos anos, chove a mesma quantidade de água que chovia há anos, o que alterou foi a quantidade de água que se infiltra no solo e abastece o lençol freático.

O desmatamento está entre os principais vilões. A substituição de florestas por pastagens, lavouras e cidades tem gerado superfícies de pouca infiltração e em certos casos completamente impermeáveis como no caso de solos maltratados altamente compactados, concreto, asfalto, etc. A própria água da chuva quando cai sem a proteção natural das florestas é capaz de compactar o solo. As folhas das árvores que caem ajudam a preservar a porosidade natural do solo, protege insetos escavadores que movimentam a terra e também reduzem a velocidade da água que assim chega em menor quantidade a córregos e rios, impedindo o escoamento superficial. As raízes também reduzem a velocidade da água e aquela parte que é absorvida pelas raízes passa pela planta e posteriormente é transpirada através das folhas.

Felizmente a agricultura tem evoluído de maneira bastante rápida e o conhecimento de como se dá o equilíbrio na natureza e o uso de tecnologia sustentáveis  tem criado elementos que garantem uma melhor proteção do solo e um consequente ganho na produtividade. Muitos fazendeiros também estão se conscientizado e passando a proteger regiões de nascente, tanto a área de recarga quanto os locais onde existem os afloramentos de água como os brejos ou os olhos d’água. Nascentes que foram destruídas estão sendo recuperadas e conservadas, o que traz mais esperança, pois daqui para frente teremos de nos agarrar muito a ela. Tempos difíceis virão.

Abaixo posto o vídeo que ensina como se recupera e se conserva uma nascente. Apesar do Youtube ter bastante vídeos que tratam sobre o tema, esse é um dos que considerei de mais fácil compreensão. É bem simples e didático.

Um comentário em “Técnica para recuperação e conservação de nascentes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s