O problema da água do sistema Cantareira é a longo prazo

cantareira_graficoAs notícias dos últimos dias mostram que o volume morto do Cantareira já subiu mais que o dobro devido às chuvas acima da média na região. O dado é muito animador, mas já é hora de comemorar? A resposta é não. Definitivamente. No início de 2014 o sistema se encontrava com aproximadamente 30% de sua capacidade acima do volume morto, ou seja, o valor atual ainda está negativo e a tendência é que mesmo que as chuvas continuem a toda, na época da estiagem o reservatório corre o risco de não ser mais capaz de ser utilizado para o abastecimento. O problema do Cantareira não é apenas falta de chuva. Apesar dos últimos anos ter havido uma certa regularidade no índice pluviométrico para a região, o Cantareira não para de perder sua capacidade. Por quê? Má gestão, desmatamento, destruição de nascentes, entre outras.

Confira o link da reportagem abaixo e entenda o que ocorre:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/02/1593862-principais-represas-do-cantareira-tem-devastacao-acima-da-media.shtml

2 comentários em “O problema da água do sistema Cantareira é a longo prazo

  1. Bom dia Ernesto, trabalho na Revista Ecológico (www.revistaecologico.com.br) e estamos fazendo uma reportagem sobre a crise hídrica. Gostaria de saber se posso ultilizar uma imagem de falta de mata ciliar na revista com os devidos crédito. Abraços, Sanakan

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s