Saneamento Básico, Saúde e Meio Ambiente

Falta de Saneamento Básico no Córrego Palmito
Exemplo de esgoto lançado diretamente no curso d’água. Ele é coletado, porém, não recebe o devido tratamento. Exemplo de falta de saneamento básico.

Breve introdução ao Saneamento Básico

Desde a idade antiga o homem aprendeu, através de suas experiências, que água contaminada, lixo e outros resíduos eram possíveis transmissores de doenças, e que isto influia diretamente na qualidade e expectativa de vida dos habitantes. Assim ele começou a adotar medidas para tratar sua água e livrar-se dos resíduos sejam sólidos ou líquidos.

O termo “sanear” vem do latim “sanu” que é tornar saudável, tornar habitável, higienizar, limpar.

O saneamento básico é composto por um conjunto de medidas que têm o objetivo de conservar ou melhorar o meio ambiente de uma região, colaborando para manter as condições de higiene e saúde da população. Entre os serviços que compõem esse conjunto, estão o tratamento da água, a coleta e o descarte adequado de resíduos sólidos, a limpeza de vias públicas e a canalização, afastamento e o tratamento de esgotos.

Lixo resultante da carência de programas de educação ambiental e saneamento básico.
Resíduos flutuantes que são descartados inapropriadamete nas ruas e chegam até os cursos d’água.

Com relação ao último, trata-se de uma infraestrutura que faz a coleta, o transporte, o tratamento e a disposição final do material coletado, dividida em três grupos: doméstico (com origem nas residências), pluvial (formado por água da chuva) e industrial (eliminado por fábricas). Antes de serem devolvidos ao meio ambiente, com exceção do grupo pluvial, esses resíduos passam por um processo de limpeza em Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). Infelizmente no Brasil ainda não existe uma política que trate os resíduos provenientes das galerias pluviais e portanto, os rios e córregos brasileiros sofrem principalmente com o esgoto clandestino que utiliza esse meio para chegar, sem nenhum tratamento, até as águas.

Exemplo de decantador primário numa ETE, responsável por retirar os resíduos que vão para superfície atarvés de processo químico. Resultado de investimento em saneamento básico.

As substâncias que compõem cada tipo de resíduo são diferentes, por isso, exigem métodos específicos de tratamento. Já a rede coletora costuma funcionar de maneira semelhante para todos: a partir de canalizações instaladas ao lado de leitos de água que encaminham os esgotos para uma ETE.

Esse procedimento é fundamental para evitar a poluição dos recursos naturais, especialmente os cursos de água, e a proliferação de doenças entre os cidadãos. As infecções mais comuns transmitidas pela falta de tratamento de esgotos são a cólera, a hepatite infecciosa, a febre tifoide, a leptospirose e também diarreias. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), em dados atualizados de 2011, as doenças relacionadas com a falta de saneamento básico, principalmente as diarréias ainda são uma das principais causas de morte de indíviduos em países de baixa e média renda, como o Brasil por exemplo.

Exemplo de esgoto lançado através de ligação clandestina na galeria de água pluvial.

Apesar de sua importância, os dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008 – divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010 – mostram que somente 55% dos municípios brasileiros estão conectados à rede geral de coleta de esgoto, sendo que apenas um terço deles realiza o tratamento adequado, ou seja, o resto vai direto para os rios.

Para finalizar, pense bem antes de jogar um lixo na rua, ligar seu esgoto em uma galeria de água pluvial ou jogá-lo diretamente em um curso d’água, saiba que isso influi diretamente na saúde de sua comunidade. Uma população doente representa maior gasto público. É dinheiro público jogado literalmente no esgoto.

E você, o que pensa do saneamento básico, saúde e Meio Ambiente?

Artigos relacionados:

Você sabe como as águas são classificadas?

12 comentários em “Saneamento Básico, Saúde e Meio Ambiente

    1. Olá! Obrigado pela visita.
      Já obtivemos muito avanço em relação ao saneamento em nosso país. Infelizmente ainda está longe do ideal. O governo economizaria bastante em saúde se tivéssemos mais pessoas atendidas com água tratada e rede de esgoto, mas acho que existem forças ocultas e poderosas que o impedem de fazer isso com agilidade.

  1. Oi Ernesto, acho que o que falta é vontade mesmo.
    Verba nosso País teria se o “governo” não usasse para benefício próprio.
    Eu acredito que o problema comece na educação, se as pessoas fossem instruídas desde cedo, se elas tivessem total consciencia sobre o problema, talvez a coisa fosse diferente.
    Parabéns pelo blog e pela oportunidade que nos dá para expressarmos nossa opnião!
    Fique com Deus. Bjs!

    1. Olá! Acredito que aos poucos essa realidade esta mudando. Pelo menos aqui em Goiânia a prefeitura já tem um trabalho forte de conscientização dos estudantes nas escolas municipais, é um trabalho de formiguinha, mas teremos o resultado no futuro, espero que não muito distante. Eu agradeço muito a visita, obrigado pelo elogio! Tudo de bom pra vc! Fica com Deus! bj

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s