Parque Campininha das Flores em Goiânia – Esqueceram do córrego que passa ao lado

Parque Campininha das Flores

Acho louvável a prefeitura criar novos parques na capital, principalmente em locais que tem potencial ecológico e estão abandonados, jogados a própria sorte. O parque Campininha das Flores, que será inaugurado hoje dia 19/12 é um belo exemplo disso. Lembro-me exatamente de como estava o local há cerca de 2 anos atrás, um lote vago, com bastante entulho, mato alto, um convite para que marginais ou usuários de drogas se escondessem no local.

Como era o local antes da implantação do parque

Ontem, dia 18/12, estive lá novamente e o cenário agora é outro, existem pistas de caminhada, bancos, equipamentos para as crianças brincarem, peças em exposição que mostram a história daquela região, de quando haviam curtumes ali, vários pontos reflorestados, entre outras coisas. Trata-se de um presente, não só para a população de Goiânia como um todo, mas principalmente para os moradores mais antigos do “Setor Campinas”, uma antiga cidade que foi rebaixada a condição de bairro após a construção de Goiânia.

Infelizmente, nem tudo são flores. Esqueceram-se de um ilustre personagem histórico, que está todos os dias naquele local ao lado do parque. Trata-se do córrego Cascavel. Esse personagem assistiu importantes transformações em Campinas: o nascimento da cidade, as lavadeiras e suas roupas, as brincadeiras das crianças em suas águas, a primeira fonte de energia elétrica da cidade, através dos padres jesuitas que instalaram uma roda d’água nele, a retirada das árvores de suas margens, a chegada dos curtumes, a poluição de suas águas, a urbanização, a degradação de suas margens e o seu esquecimento. Na verdade o córrego só é lembrado nas cheias ou quando existe mau cheiro em suas águas, nada mais.

O parque não foi feito para que a população também pudesse contemplar o córrego, na verdade, provavelmente o seu destino já está selado. Acredito eu que ali será construído futuramente um prolongamento da marginal. A intenção seria a de ligar os bairros próximos a av. T-63 até a Av. Leste Oeste, e ponto. Como eu disse, achei muito boa a idéia do parque, só acho que não está completo, poderiam ter pensado no córrego, colocar pontos de observação próximos as suas margens, como mirantes, para que as pessoas pudessem vê-lo, independentemente se vão construir marginal ou não.

Nenhuma alteração foi feita na margem próxima ao córrego, no máximo uma roçagem. Esqueceram do córrego Cascavel! No detalhe o palco virado de costas para o córrego.

Os administradores púbicos parecem sempre querer esconder seus córregos e rios, tapar a feiura, o lixo, o esgoto ou, em resumo, esconder sua incapacacidade de gerir os recursos naturais de uma cidade. Esconder um curso d’água é esconder a própria história. O córrego nem tão feio é, ele não tem culpa de nosso modo destruidor de vida, que sempre valoriza o lado perverso da coisa, onde o trânsito é levado mais em consideração. Da mesma forma que o córrego foi valorizado próximo de sua nascente, onde suas águas ainda são limpas, poderiam tê-lo valorizado quando já está poluído. Será que não se lembram do conceito de parque linear? Ontem estive lá, suas águas estavam bonitas, transparentes e sem nenhum odor.

Apesar de poluídas, as águas do córrego Cascavel estavam sem nenhum odor e bastante transparentes.

 

A implantação desse novo parque me deixou alegre, mas ao mesmo tempo triste, pois extirparam do povo um pedaço da história.

Anúncios

2 comentários em “Parque Campininha das Flores em Goiânia – Esqueceram do córrego que passa ao lado

  1. Tenho tanta vontade de conhecer sobre meus antepassados. O princípio de minha história está ai. Sou tetra neto de Zé do Ó, um dos pioneiros de Campininha. Sou bisneto de Xico do Ó, dono do cartório de registro de imóveis de Campininha e maestro da primeira orquestra. Minha bisa… Margarida Café, foi uma das ajudadoras de Padre Pelágio… queria, poder, conhecer mais sobre minha origem.
    Minha avó ainda vive… ela nasceu em 1917 em Campininha das flores… e mora no Conjunto cruzeiro do sul em Ap. de Goiânia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s