Um inicio de recuperação – Em escala reduzida

Você nadaria no rio Tietê após ele passar pela região metropolitana de Sao Paulo? Não? Águas muito poluídas? Pois saiba
que após algumas centenas de quilômetros o rio possui um elevada qualidade em suas águas. Existem pessoas que nadam, cidades que captam água pra tratar e distribuir a população e uma rica ictiofauna. Mas como? O fenômeno por trás desse feito chama-se autodepuração ou poder de regeneração das águas. São muitos os personagens, bactérias, fungos, protozoários, algas, que formam uma espécie de novo mundo no interior das águas e que promovem uma verdadeira limpeza, numa série de transformações que no momento não vou entrar em detalhes.

O objetivo do post é relatar uma situação que presenciei numa escala muito menor que no rio Tietê e numa distância bem inferior, vamos dizer, de apenas algumas centenas de metros. Abaixo estão algumas fotos do córrego Palmito, aqui de Goiânia, que, devido a um grande vazamento de esgoto, tem suas águas, inicialmente transparentes, coloridas de azul e preto. Eu disse inicialmente, pois, logo abaixo, uma série de pequenas cachoeiras, oxigenam a água e permitem que alguns organismos tratem de consumir a matéria orgânica, então surge uma ernome lagoa que decanta as águas do pequeno córrego, além de promover mais consumo de matéria orgânica. mas o que acontece depois do córrego passar por essa pequena lagoa? Incrivelmente as águas se tornam novamente transparentes, claro que o córrego ainda está poluído, mas a situação se encontra bem mais confortável do que anteriormente estava. Seguindo-o mais um pouco as águas vão melhorando cada vez mais, até que um pouco antes dele cair no rio Meia Ponte, aparece um cano despejando litros e mais litros de esgotos, voltando a destruir o córrego que já dava grandes sinais de recuperação. Uma pena.

Córrego antes de ter suas águas poluídas pelo esgoto. Na imagem é possível observar peixes
Córrego Palmito pouco depois de ter suas águas empesteadas pelo lançamento de uma grande carga de esgoto
Águas pretas após grande lançamento de esgoto

Lagoa que decanta a água e promove consumo de matéria orgânica, por algas, bactérias e outro organismos
Presença de algas verdes. Lago eutrofizado
Cor da água logo após a lagoa
Mais uma imagem do córrego após a passagem por uma segunda lagoa
Quando tudo parecia estar ficando bom, eis que surge um cano, que mata o córrego... de novo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s