É dever de todos divulgar as boas idéias!

Projeto leva água ao sertão

Quinta-feira, 22/10/2009
JORNAL HOJE – Globo

“Uma ideia, que pode ser a redenção de uma região tão castigada pela falta de chuvas.”

Em Pernambuco, um engenheiro construiu barragens no leito dos riachos que formam cisternas naturais depois do período de chuvas. A ideia devolve o verde para uma região castigada pela seca.

Na região onde o abastecimento para consumo humano ainda se faz em carroças, encontramos água encanada, jorrando nas torneiras, dentro do mato.

Mais de 20 quilômetros de dutos levam a água até os bebedouros dos animais, em plena caatinga.

“Nós estamos no sertão de Pernambuco, em Afogados da Ingazeira, e Artur veio nos mostrar um projeto, que ele iniciou há dez anos e está dando um resultado maravilhoso. Isso aí é um bebedouro?”, pergunta o repórter.

“É um bebedouro, com utilidade geral, pros animais, bovinos, caprinos, abelhas, animais selvagens…”, conta Arthur Padilha, engenheiro.

Estamos seguindo o curso de um riacho. Ele fica a maior parte do ano, completamente seco. Quando chove, a água passa aqui com correnteza. É exatamente no leito do riacho seco, que ficam as barragens.

“Arthur, já são quantas barragens como esta, aqui nessa região?”, pergunta o repórter.

“Só neste trecho são 28 e ainda cabem mais alguns. No total tem mais de 300 em diversas situações”, explica.

“Nós não estamos vendo, mas a água esta aqui embaixo?”, pergunta o repórter.

“A água está guardada aqui, a salvo da evaporação e, portanto, isso aqui é uma cisterna de tampa verde”, afirma.

As barragens são resistentes. Na construção, não é utilizado cimento ou concreto. O segredo está na arrumação das pedras.

“Isso aqui é uma estrutura em arco romano deitado. De tal modo, que cada pedra é uma cunha e o conjunto é uma grande cunha arrumada. Em menos de quatro horas, as pessoas podem ser perfeitamente capacitadas para construir isso com perfeição”, diz.

Com a água extraída das barragens submersas, não falta pasto para o gado. Uma imagem do alto do penhasco, mostra lá embaixo um corredor verde, cortando a vegetação seca da caatinga. É o pasto que surge naturalmente sobre o rio seco, onde a água está represada embaixo da terra.

“Neste ambiente de água subterrânea, existe uma cacimba. E é nela que a gente capta essa água. Ela chega aqui por gravidade. Não tem bomba, não tem catavento, não tem nada”, informa.

Uma ideia, que pode ser a redenção de uma região tão castigada pela falta de chuvas.

Na reportagem, o Chico José mostrou que seu Arthur já construiu mais de 300 cisternas na região. Ao todo elas chegam a guardar quase 52 milhões de litros d´água. Uma ideia para ser seguida em outras regiões do Nordeste.

Video Abaixo:

O engenheiro Arthur Padilha construiu barragens no leito dos riachos que formam cisternas naturais depois do período de chuvas. Como resultado, o verde voltou a aparecer na região castigada pela seca.

Clique aqui e assista ao vídeo do Jornal Hoje com a reportagem sobre o projeto

Anúncios

Um comentário em “É dever de todos divulgar as boas idéias!

  1. quis eu deixar aqui uma opinião de carater ao meu ver de muita importância. pois achei por bem divulgar minha ideia. acho que a forma de como os alarmes dispertam, as pessoas, tanto para donos de veiculo ou qualquer outro bem, não esta certo, pois o aviso teria que ser percebido no aparelho no bolso,ou na bolsa sei la, menos no objeto, pois quem esta na maldade de roubar, ao ver os disparos do alarme ja se prepara para qualquer loucura, enquanto que se o alarme fosse manifesto no controle de forma vibradora, com certeza tudo seria conduzido de maneira mais segura tanto para o proprietário como para os policiais que fossem acionados que sutilmente flagraria o assalto.pois bem acho ser importante pois muitas pessoas ao invés de serem beneficiadas com certos aparelhos de segurança acabam perdendo suas vidas obrigado……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s