O que fazer em caso de enchentes

enchente

Abaixo publico no blog uma série de dicas úteis disponibilizadas pela Defesa Civil de Blumenau em caso de enchentes na sua região. A informação foi inicialmente postada no Blog do Instituto SOS Rios do Brasil.

Defesa Civil de Blumenau alerta sobre os cuidados durante enchente

Jornal Diário Catarinense – 25/11/08

Mantenha-se calmo e observe os procedimentos recomendados

A Defesa Civil de Blumenau, no Vale do Itajaí, divulgou neste domingo uma série de dicas, regras e procedimentos que devem ser observados em caso de enchente.

Fique calmo. Não dê importância e nem propague notícias alarmantes ou infundadas. Havendo emergência, a Defesa Civil acionará seu sistema de alerta, mobilizando todo o seu efetivo e equipamento. Acompanhe somente os boletins oficiais informativos da Defesa Civil, pelas emissoras de rádio e TV, que estarão informando a respeito dos níveis do rio e procedimentos a serem adotados.

Se sua residência foi atingida ou estiver em local onde há previsões de inundação, de acordo com a Defesa Civil, proceda da seguinte forma:

1) Reúna os alimentos, roupas e documentos e transporte-os para local seguro;

2) Inicie a retirada dos móveis e eletrodomésticos mais úteis, como fogão e geladeira;

3) Procure o Abrigo da Defesa Civil de sua região, levando consigo alimentos para 24 horas, pratos e talheres, colchonetes, roupas de cama e travesseiros, roupa e material de higiene individual, remédios e objetos de uso pessoal (óculos, aparelho de surdez, dentadura etc).

Em caso de deslizamento ou desabamento:

Abandone rapidamente a sua residência;

Peça auxílio aos seus amigos e vizinhos;

Conforme a gravidade acione o Corpo de Bombeiros (fone 193) ou a Defesa Civil (fone 199);

Constatando que a sua casa está em segurança, faça a retirada dos escombros e inicie a reparação dos danos.

Alimentos:

Não consuma alimentos que tenham entrado em contato com a água da enchente;

Evite consumir alimentos crus;

Sempre que possível, ferva os alimentos durante 10 minutos;

Dê preferência a produtos defumados e salgados, enlatados em geral, doces e conservas;

Verifique se há alteração de cor, cheiro ou sabor dos enlatados. Na dúvida, é melhor não ingerir os alimentos;

Evite embalagens sem rótulos ou identificação, rejeite embalagens rompidas, amassadas, enferrujadas ou estufadas;

Os vegetais e as frutas, se não forem cozidos, deverão ser deixados de molho e lavados com água contendo hipoclorito de sódio(5 gotas para cada litro de água).

Dejetos:

Evite que os dejetos (fezes, urina e lixo) contaminem a água, os alimentos e as pessoas;

Sempre que possível, utilize caixas, jornais e papéis para colocação dos dejetos, jogando-os posteriormente em buracos abertos especialmente para este fim;

Na possibilidade de se construir uma privada de emergência, cavar um buraco com 80 cm de largura de 1 a 2 metros de profundidade;

Este buraco deverá ser encoberto com tábuas de madeira, destinadas ao apoio dos pés, e deverá ter uma proteção ao redor para evitar a entrada de água de chuva.

Lixo:

Nos abrigos, o lixo deverá ser recolhido em recipientes colocados nos diversos pontos de coleta. Tão logo estejam cheios deverão ser depositados em buracos preparados previamente, e recobertos de terra;

Lembre-se: o destino correto do lixo vai impedir o aparecimento de moscas, ratos, baratas e, portanto, de doenças por eles transmitidas;

Em locais impossibilitados da coleta regular, o destino do lixo deverá obedecer os critérios estabelecidos para os abrigos.

Animais mortos:

Se a mortandade for grande, lançar cal sobre os mesmos, cobrindo-os com terra;

Se o estado de decomposição for adiantado, pode-se queimar os cadáveres, lançando sobre eles álcool ou gasolina e ateando fogo;

Enterrá-los sempre que possível.

Importante: Na eventualidade de localizar cadáveres humanos, notificar imediatamente a Polícia Militar (190), Corpo de Bombeiros (193) ou a autoridade mais próxima.

Cuidados ao retornar à residência:

Observe cuidadosamente se a sua residência está em condições de ser habitada (rachaduras, pilares etc.);

Preste muita atenção ao remover os móveis, pois é freqüente a invasão de cobras e outros animais peçonhentos nessas ocasiões;

Verifique as fossas e recomponha-as, fazendo a limpeza;

Antes de religar a energia elétrica, efetue a limpeza e secagem dos disjuntores, interruptores, tomadas, bocais, lâmpadas e eletrodomésticos.

Limpeza da caixa de água:

Esvazie a caixa;

Borrife e escove as paredes com hipoclorito de sódio;

Deixe entrar água limpa, enxaguando as paredes;

Retire a água;

Deixe entrar água limpa;

Adicione hipoclorito de sódio na proporção de 1 litro para cada 1.000 litros de água;

Abra todas as torneiras e registros para limpar a tubulação;

Deixe entrar água limpa;

Se a água não for tratada, adicione uma pastilha de cloro de 10g para cada caixa de 1000 litros.

Água potável:

Se não for tratada, ferva-a durante 15 minutos;

Recolha a água da chuva em recipiente limpo, para consumo;

Para tratar a água, use uma das soluções abaixo:

a) Hipoclorito de sódio: 02 (duas) gotas para cada litro de água;

b) Uma pastilha de cloro, conforme especificação para tratamento de desinfecção da água. Esta pastilha pode ser obtida nos postos de saúde.

Segurança contra raios:

Mantenha-se afastado de aquecedores centrais e grandes objetos metálicos;

Não use aparelhos como: ferro de passar roupa, secador de cabelos, televisores, telefone etc;

Não aproxime-se de cercas de arame, varais metálicos, linhas de forças e telefones, encanamentos metálicos, torres ou redes elétricas;

No mar, não use vara de pescar com carretilha. Evite permanecer na água ou em barcos pequenos;

Na rua, procure abrigo em edifícios ou estruturas não metálicas;

Se estiver trabalhando com trator ou outros implementos agrícolas, pare e procure abrigo, pois eles são freqüentemente atingidos;

Em viagem, permaneça no interior do automóvel pois ele oferece boa proteção;

Quando não existir abrigos, afaste-se do maior objeto da área, principalmente de árvores isoladas , e deite-se no chão;

Afaste-se do topo de morros ou de áreas abertas, onde você seja o ponto mais alto.

EM CASO DE DÚVIDAS LIGUE IMEDIATAMENTE PARA A DEFESA CIVIL(199), BOMBEIROS(193) OU TEL 156, NA PREFEITURA MUNICIPAL

Anúncios

2 comentários em “O que fazer em caso de enchentes

  1. Guia Fluvial com sistema que faz captação das aguas devolvendo ao lençol freático, desta forma acabando com as enchentes!

    Muito têm se tentado para evitar as enchentes em áreas metropolitanas, mais a verdade é que cada ano que passa fica mais difícil, pois devido às mudanças climáticas, as chuvas têm ficado mais fortes e duradouras.

    Pensando em solucionar este problema, o Inventor Messias Costa de Oliveira Maia desenvolveu a “Guia Fluvial”, com o objetivo de evitar enchentes nas áreas metropolitanas, evitando conseqüentemente grandes prejuízos. Trata-se de uma guia para o escoamento de águas pluviais que impede o acúmulo destas águas, através de entradas localizadas na parte da frente da grua. Toda água captada é direcionada para o solo, através dos orifícios de saída, que a absorvem por completo, em solo seco cada uma tem a possibilidade de escoar de volta ao lençol freático 28litros por minuto

    Estas guias têm formato análogo às calçadas, que se adapta ao meio fio que fica rente a rua para receber as águas das chuvas, através dos orifícios de entrada, escoando-as para os dutos de saídas localizados na parte inferior, depositando-as em terrenos ou distribuindo o excesso entre si.

    Messias está em busca de parceiros para ajudar a desenvolver modelos. Com patente requerida em todo o território brasileiro, o inventor busca negociá-la ou obter uma parceria entre empresas do ramo da construção civil, prefeituras e governos, para criar modelos, realizarem testes e conseguir industrializá-la. Empresários interessados em investir no produto devem entrar em contato (11) 2280-4882 / 2046-3977 / 99935-4189

    Email guiapluvial@gmail.com

    Messias Maia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s